Segundo dados do Grupo de Estudos de Empresas Familiares (GEEF) da Fundação Getúlio Vargas, cerca de 70% das empresas familiares brasileiras não atingem a sua segunda geração, e menos de 10% chegam à terceira. São vários os fatores que contribuem para o fracasso da sucessão empresarial, porém, a falta de planejamento pode ser considerada como um ponto determinante nesse processo.

A VP desenvolveu a expertise em auxiliar especialmente as famílias empresárias na perenidade de seus negócios. Atuando isoladamente ou por meio de parcerias, a VP faz um amplo estudo não apenas do cenário jurídico, mas também contábil e administrativo, propondo e implementando soluções que vão desde a reestruturação Societária e Fiscal até o planejamento Patrimonial e Sucessório.

Em ambiente de alta competitividade dos mercados, não é mais suficiente que o empresário conheça plenamente o seu negócio, seus clientes e a concorrência.

Estratégias empresariais bem sucedidas também implicam permanente avaliação do modelo de negócio e implementação com agilidade das reformas societárias e fiscais necessárias para que a empresa possa preservar o seu posicionamento de forma sustentável nos mercados onde atua.

Nesse contexto, a VP fornece elementos, propõe soluções específicas e auxilia o empresário na tomada de decisões quanto ao melhor modelo societário e fiscal para o seu negócio.

NOSSOS SERVIÇOS ABRANGEM:

• Diagnosticar o modelo societário e o regime fiscal atual da empresa;

• Compreender as peculiaridades do setor econômico de atuação, visando propor a estruturação societária e fiscal do negócio que proporcione a maior eficiência operacional com o menor custo tributário possível;

• Implementar as estruturas societárias e fiscais concebidas ou então realizar operações de reorganização societária de grupos econômicos tais como fusão, incorporação ou cisão de sociedades já existentes;

• Realizar procedimentos de avaliação de contingências e de processos operacionais (due diligences) que impliquem riscos societários ou fiscais para a empresa e/ou seus sócios/acionistas.

A correta distinção e segregação dos ativos empresariais (participações societárias) e pessoais (bens particulares), bem como a criação de estruturas jurídicas para alocar os bens pessoais da família possibilitam às famílias empresárias organizar ainda em vida a transmissão do patrimônio aos seus herdeiros.

A estruturação em vida da sucessão é importante fator de manutenção da coesão das relações familiares, na medida em que esclarece desde logo aos herdeiros aspectos relevantes sobre a gestão atual e futura dos bens da família, minimiza potenciais futuros litígios no entorno da administração, posse e propriedade dos bens e estrutura todos os aspectos fiscais e custos financeiros decorrentes da transmissão do patrimônio.

Em razão de todas essas circunstâncias, a VP reúne competências para assessorar as famílias empresárias na formulação e estruturação de modelo patrimonial-sucessório que melhor atenda as expectativas atuais e futuras de sucessores e sucedidos.

NOSSOS SERVIÇOS ABRANGEM:

• Compreender a organização familiar (genograma) e as expectativas de sucedidos e sucessores;

• Diagnosticar o estágio atual de organização dos bens familiares e do planejamento sucessório destes ativos;

• Mapear e apontar os riscos de eventuais atos jurídicos já praticados pela família que configurem adiantamento de patrimônio para herdeiros;

• Formular o desenho das estruturas jurídicas necessárias para promover a organização do patrimônio da família, tais como holdings de participação societária, holdings patrimoniais, FIP – Fundos de Investimento em Participações, etc.;

• Formular os instrumentos jurídicos necessários para formalizar as relações de união estável e de casamento dos herdeiros, tais como contratos de união estável e pactos antenupciais para disciplinar o regime patrimonial após a formalização da união estável ou do casamento;

• Formular os instrumentos jurídicos necessários para a transmissão dos bens: instrumentos de doação e de testamento, cláusulas de usufruto (de controle e de dividendos), de inalienabilidade, impenhorabilidade e incomunicabilidade de bens doados ou herdados;

• Tratar dos aspectos tributários que envolvem a sucessão familiar e dos impostos incidentes sobre herança e doações.